YEMANJÁ

Deusa das águas, mares e oceanos,
esposa de Oxalá e mãe de todos os Orixás,
é a manifestação da procriação, da restauração,
das emoções e símbolo da fecundidade.


Imagem:Africanas Raízes

Yemanjá: Ye-Omo-Yá_mãe de todos os peixes,
que são seus filhos e estão contidos em suas estranhas de água.
Está associada ao poder genitor, a interioridade,
aos filhos contidos em si mesma. Seu adedé (leque)
simboliza a cabeça mestra. Ela é muito bonita,
vaidosa e dança com o obebé (espelhinho) e pulseiras.
Em alguns mitos ela é considerada como sendo mulher de Oranyan,
descendente de Odùdùwa, fundador místico de Oyo,
de quem ela concebeu Sàngó (o Orixá patrono do trovão
e ancestral divino da dinastia dos Alafins, reis de Oyo).

Desta forma ela se vincula ao fogo, o fogo aparece
como uma interação de água e ar.
Na Nigéria ela é patrona da sociedade Geledes,
sociedade feminina ligada ao culto das Yamis,
as feiticeiras. No Rio de Janeiro, Santos e Porto Alegre,
o culto a Yemanjá é muito intenso durante a última noite do
ano, quando centenas de milhares de adeptos vão,
cerca de meia noite, acender velas ao longo das praias
e jogar flores e presentes no mar.

Fonte: Africanas Raizes

Postar um comentário