Cremação | Como funciona a cremação.

Mesmo que os gregos e os romanos
já utilizassem a cremação em 1.000 a.C.,
durante muito tempo a técnica foi um tabu
na sociedade, principalmente pela imposição
da Igreja Católica que, até 1964,
não permitia que seus fiéis fossem cremados.

Imagem: https://www.megacurioso.com.br/cotidiano/89383-sem-misterio-como-funciona-a-cremacao.htm

Mas não só os católicos
têm restrições quanto à cremação. Para os judeus,
o corpo não pode ser destruído, já que a alma
se separaria dele durante a decomposição.
Já o espiritismo recomenda esperar pelo menos
72 horas após a morte, tempo que
seria necessário para a alma se desvincular.

Em entrevista ao programa "Pinga Fogo", Chico Xavier disse:
"Já ouvimos Emmanuel a esse respeito, e ele diz que
a cremação é legítima para todos aqueles que a desejem,
desde que haja um período de, pelo menos, 72 horas
de expectação para a ocorrência em qualquer forno crematório".

No Brasil, só em meados da década de 70 é que surgiu
o primeiro crematório, em São Paulo. Nomeado de Vila Alpina,
foi instalado em um parque de 4,7 mil metros quadrados
e entrou em operação em 11 de agosto de 1974,
com equipamentos modernos, fabricados na Inglaterra.
Sua capacidade era de 3 mil cremações por mês, e o processo
demorava apenas 50 minutos para ser concluído.
Saiba mais sobre como funciona a cremação.

Fonte:
https://www.megacurioso.com.br/cotidiano/89383-sem-misterio-como-funciona-a-cremacao.htm

Economizando no Material Escolar

5 dicas para economizar no material escolar


Não bastassem gastos como IPVA e IPTU,
janeiro também é mês de comprar material escolar,
cujos preços, segundo dados divulgados pelo Procon,
podem variar até 1000% dependendo do lugar do país
e das marcas dos produtos.

Imagem: http://www.alagoas24horas.com.br/1119839/procon-maceio-orienta-sobre-lista-de-material-escolar/

Por isso, algumas dicas podem ajudar a economizar
na hora de comprar os produtos da lista de itens escolares.

Confira:

1 – Reaproveite
Antes de partir para as compras, verifique os materiais
que seus filhos já têm em casa e separe o que ainda
está em boas condições de uso. É possível reaproveitar,
por exemplo, mochilas, estojos, réguas e tesouras.
Para os pais que têm filhos em idades diferentes,
é importante checar nas listas o que pode ser passado
de um para o outro, como livros didáticos.

2 – Pesquise preços
Com tanta variação de valor entre os itens das listas de materiais,
a dica é aproveitar a facilidade oferecida pela internet
para encontrar os melhores preços. No Google Shopping, por exemplo,
é possível fazer buscas por produto, categoria e preço,
entre outras opções para encontrar os menores valores.
Saiba mais sobre as 5 dicas para economizar no material escolar

Fonte: https://www.megacurioso.com.br/estilo-de-vida/105310-volta-as-aulas-confira-5-dicas-para-economizar-no-material-escolar.htm