Demerara | Açúcar Demerara

Açúcar demerara - benefícios;
obtenção do açúcar demerara;
comparação com outros açúcares;
propriedades nutricionais do açúcar demerara.

Imagem: http://www.cooksinfo.com/demerara-sugar

O açúcar demerara fica, caracteristicamente falando,
entre o açúcar mascavo e o açúcar refinado. Em termos nutricionais
ele é muito parecido com os valores nutricionais do açúcar mascavo,
que, por não ser refinado, conserva tanto os minerais
quanto as vitaminas da cana de açúcar.

O grão do açúcar demerara é marrom claro e, sem dúvida, é o açúcar que
'eu' (Renata) mais uso, já que ele não altera
o sabor dos alimentos como faz o mascavo (que deixa um gosto de cana-de-açúcar)
e é tão saudável quanto esse.
Saiba mais sobre o Açúcar demerara.
Benefícios, obtenção, comparação, propriedades nutricionais
.

Fonte:
http://www.saudecomciencia.com/2010/08/acucar-demerara-beneficios.html

Manuscrito 512 | Enigma arqueológico do Brasil

O material traz o relato de um grupo de bandeirantes
que teria, no século 18, descoberto as misteriosas ruínas
de uma cidade desconhecida perdida no interior da Bahia.

Um dos maiores mistérios da cultura brasileira.

Imagem: http://tonocosmos.com.br/o-manuscrito-512-historia-oculta-do-brasil

O manuscrito 512, ou documento 512, consiste em um dos arquivos
manuscritos da época Brasil colonial que está guardado no acervo
da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.
Tal documento, tem caráter expedicionário, e consiste em um relato
de um grupo de bandeirantes, embora o nome de seu autor
seja desconhecido. Este manuscrito é a base
da maior fábula arqueológica nacional, e um dos
mais famosos documentos da Biblioteca Nacional.
O acesso ao relato original é extremamente restrito atualmente,
embora uma versão digitalizada dele tenha sido disponibilizada
recentemente com a atualização digital da biblioteca nacional.
Saiba mais sobre o Manuscrito 512
Um dos maiores mistérios da cultura brasileira.


Fonte:
http://www.oarquivo.com.br/extraordinario/temas-inexplicados/1685-manuscrito-512.html
http://www.megacurioso.com.br/misterios/39231-manuscrito-512-um-dos-maiores-misterios-da-cultura-brasileira.htm?utm_source=megacurioso.com.br&utm_medium=home&utm_campaign=tv

Ilusionismo | Mágica | A História da Mágica.

Ilusionismo ou mágica é a arte de encenar truques
que envolvem desaparecimentos e transformações
utilizando objetos, animais e até mesmo pessoas.

Imagem: http://www.ibnbrasil.com/por-que-nosso-cerebro-nao-consegue-decifrar-truques-de-magica/

O mais antigo registro de uma apresentação de mágica
está em um papiro egípcio escrito por volta de 2000 a.C,
que conta sobre um mágico chamado Dedi, e relata
seu desempenho diante da corte do faraó Kéops.

Um dos números de Dedi era capaz de trazer a vida
a corpos decapitados, colocando as cabeças de volta.
Nesta apresentação, o faraó abismado com o número
em que o mágico colocou um ganso decapitado
de um lado da sala e com algumas palavras mágicas
conseguiu então fazer com que a ave começasse a tremer
e por fim, cacarejou, ordenou que lhe trouxesse um boi,
solicitando que o decapitassem e então Dedi,
fez um encantamento e o boi se levantou e mugiu.
Saiba mais sobre
Ilusionismo, mágica, a arte de encenar

Fonte: http://www.infoescola.com/artes/historia-da-magica/

Harissa | O que é Harissa?

A harissa é uma mistura de temperos,
comum na culinária da
África do Norte e do Oriente Médio.

Usada para temperar cuscuz, massas,
sanduíches e sopas; em alguns casos,
pode considerar-se o ingrediente principal.
Imagem: https://www.alibaba.com/showroom/harissa.html

As receitas de Harissa variam entre países
e regiões, mas uma versão padrão
inclui uma mistura de pimentões,
alho, azeite e especiarias, como
cominho, coentro, alcaravia e hortelã.
Os tomates e as pétalas de rosa
também são ingredientes comuns.

Fonte:
http://www.thekitchn.com/what-is-harissa-ingredient-intelligence-60019

Chapeuzinho Vermelho | Análise de Bruno Bettelheim

Análise de Chapeuzinho Vermelho por Bruno Bettelheim

De acordo com Bruno Bettelheim, a versão de “Chapeuzinho Vermelho”
escrita pelos Irmãos Grimm tem – entrelinhas – um apelo e caráter psicológico.
Este, muitas vezes, não identificado por um adulto, porém, normalmente,
fácil de ser internalizado por uma criança.
Imagem: https://www.youtube.com/watch?v=k8WImcqa64Q
No decorrer do conto é identificado um paradoxo, o da menina pré-adolescente
que consegue assimilar as instruções da mãe a seguir pela estrada e
sem sair desta, todavia, é facilmente convencida pelo lobo a optar
por outro caminho, no qual ele sugere que ela observe as flores e ouça
o canto dos pássaros (mesmo com a indicação contrária da mãe).

Quando a menina sai para levar a cesta com doces e vinho para a avó,
“Chapeuzinho deixa o lar voluntariamente. Não teme o mundo externo,
e sim reconhece sua beleza, e aí está o perigo. Se o mundo fora do lar
e do dever se torna atraente demais, poderá acontecer uma volta a um
comportamento baseado no princípio do prazer”.
Saiba mais sobre a
Análise de Chapeuzinho Vermelho por Bruno Bettelheim.

Fonte:
http://www.infoescola.com/literatura/analise-de-chapeuzinho-vermelho-por-bruno-bettelheim/

Fungos | O que são fungos.

De uma forma geral, podemos dizer que há tipos diferentes de fungos
e também que eles são uma forma de vida bastante simples.

Entre suas diferenças, há aqueles que são extremamente prejudicais
para a saúde do homem, provocando inúmeras doenças.
Há ainda os que parasitam vegetais e animais mortos.
Os que servem para alimento (champignons) e até aqueles dos quais
se podem extrair medicamentos importantes para o homem,
como a penicilina. Os fungos fazem parte do Reino Fungi.

Imagem: http://recepty.bg/gabi-view_46
Ao contrário do que muitos acreditam, os fungos não são plantas e,
portanto, não possuem flores. Eles se multiplicam por células muito pequenas.
Estas células são chamadas de esporos e se desenvolvem
ao caírem em solo úmido e rico em matéria orgânica,
ambiente ideal para o crescimento de um novo fungo.
Saiba mais sobre
o que são fungos

Fonte: http://www.suapesquisa.com/ecologiasaude/fungos/