Batata frita | A Origem das Batatas Fritas

French fries - batatas francesas - Uma delícia crocante

Os registos históricos não indicam claramente quem inventou a batata frita.
Mas existem vários candidatos. Vejamos alguns dos países
que alegam terem estado envolvidos na criação deste “petisco”.
Imagem: http://www.curtamais.com.br/goiania/conheca-a-origem-verdadeira-e-curiosa-de-oito-comidas-populares-no-mundo-todo

De acordo com Jo Gerard, um historiador belga, as primeiras indicações sobre
a possível existência das batatas fritas levam-nos à década de 1680.

Aparentemente, segundo Gerard, os habitantes pobres da Bélgica tinham
frequentemente peixe frito, de pequenas dimensões, nas suas refeições.
Mas quando o rio congelou e a maioria das famílias não conseguia pescar,
passaram a usar batatas fritas em óleo nas suas refeições.
Essas batatas eram cortadas longitudinalmente e
para darem um aspecto parecido com os pequenos peixes.

Ainda em relação à Bélgica, existe também uma lenda que refere que
alguns soldados americanos, ou britânicos, teriam ido à Bélgica durante
a Primeira Guerra Mundial só para provaram as batatas fritas belgas.
Terá derivado desta visita o actual hábito anglo-saxónico
de chamar “French Fries” às batatas fritas, tudo devido ao facto
da língua oficial do exército da Bélgica ser o francês.
Saiba mais sobre A Origem das Batatas Fritas.

Fonte: http://origemdascoisas.com/a-origem-das-batatas-fritas/

Cocada | Doce à base de coco

Cocada é um doce à base de coco,
tradicional em várias regiões do mundo,
especialmente na América Latina e em Angola.

Imagem: http://www.decolar.com/blog/datas_comemorativas/comidas-tipicas-de-festa-junina

Cada dia mais a cocada ganha popularidade fora do país.
O fato é que nem mesmo todos os brasileiros sabem sua origem.
Por volta de 1750, época em que o Brasil ainda estava
sendo colonizado e recebia diversos imigrantes,
as escravas negras passaram a cozinhar para os senhores de engenho.
Elas levaram todo seu conhecimento culinário
e adaptaram muitos pratos ao paladar dos amos.

Particularmente em Salvador, onde surgiu à maioria
dos pratos da culinária africana adaptada ao gosto brasileiro,
as negras criavam muitos pratos com leite de coco
(fruta em abundância na região norte do país),
como ensopados, moquecas e escabeches, com as sobras
do bagaço do coco elas faziam a cocada, misturando
melaço de cana ou rapadura, produto muito encontrado na época.
No Candomblé e culturas afros, a cocada branca
é denominada "Santo Antônio", e assim solicitada
nas bancas espalhadas pelas calçadas de Salvador (Bahia).
Saiba mais sobre a Cocada,
um doce à base de coco.


Fonte:
http://iranifelix.blogspot.com.br/2012/06/cocadaum-doce-com-cara-do-brasil.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cocada

Maçã do amor | Uma invenção paulistana

A maçã do amor é uma invenção paulistana.
O catalão José Maria Farre Angles desembarcou
com a família no Brasil em 1954 e, cheio de dificuldades,
criou o doce no ano seguinte para conseguir sobreviver.

As maçãs eram abundantes no país, e o que Angles fez foi
cobri-las com uma calda vermelha cristalizada.
As maçãs do amor eram vendidas em praças, feiras e festas juninas.
Mas ela ficou conhecida de verdade quando Angles participou
da primeira UD (feira de utilidades domésticas), em 1960.
Para a escolha do nome, Angles convocou uma reunião familiar.
Descartadas sugestões como “maçã caramelada” ou “doce cristalizado”,
o próprio patriarca sugeriu “maçã do amor”.
O nome foi uma referência à maçã que expulsou Adão e Eva do Paraíso.
Saiba mais sobre a maçã do amor,
uma invenção paulistana.


Fonte:
http://cultura.estadao.com.br/blogs/curiocidade/dia-dos-namorados-e-os-inventores-da-maca-do-amor/

Ayahuasca | Bebida enteógena

A ayahuasca é, frequentemente, associada a rituais
de diferentes grupos sociais e religiões, além de
fazer parte da medicina tradicional dos povos da Amazônia.


A ayahuasca é uma mistura de ervas com origem amazônica
capaz de induzir estados de consciência alterados.
Seus efeitos normalmente duram de 4 a 8 horas após a ingestão.

Imagem:http://naturaltranse.net/6-verdades-sobre-ayahuasca/

O chá da ayahuasca que também é conhecido como Daime,
uma bebida psicoativa que foi utilizada pelos incas.
Produzida a partir da combinação do cipó-mariri (banisteriopsis caapi)
e variadas plantas da Amazônia, em particular
a chacrona (psychotria viridis) e a chaliponga (diplopterys cabrerana).

Geralmente a bebida é consumida em maior escalada
por tribos indígenas, xamãs ou curandeiros,
que tomam a ayahuasca para se comunicar com a natureza,
ou para identificar causas de doenças a nível espiritual.
Saiba mais sobre a ayahuasca,
uma mistura de ervas com origem amazônica.


*enteógena: substância alteradora da consciência
que induz ao estado xamânico ou de êxtase.

Fonte:
http://naturaltranse.net/6-verdades-sobre-ayahuasca/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Ayahuasca

keffiyeh | Lenço Palestino

Keffiyeh, kufiyyah, kaffiyah ou keffiya (em árabe: كوفية),
também conhecido por outras denominações, é o nome dado
a um tradicional lenço quadrado dobrado e usado
em volta da cabeça, pelos homens no Médio Oriente
(árabes, curdos, judeus mizrahim e judeus do velho *yishuv).

Imagem: https://www.dreamstime.com/stock-image-keffiyeh-image28660781
Em geral, o kufiyyah é feito de algodão, sendo
branco e preto entre os beduínos, branco e vermelho
entre os jordanianos (geralmente com cordões de algodão)
e da Arábia Saudita, e branco imaculado entre os homens das cidades.

O keffiyeh foi associado ao movimento nacionalista palestiniano
desde a Revolta Árabe (1916-1918) até mais recentemente,
devido à sua adoção pelo líder palestiniano Yasser Arafat.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Keffiyeh

*yishuv: (em português: "o assentamento judeu na Terra de Israel")
é um termo hebraico que se refere aos assentamentos judeus ...

Dia do Trabalho | A história do Dia do Trabalho

O Dia do Trabalho, também conhecido como Dia do Trabalhor,
é comemorado em 1º de maio. No Brasil e em vários países do mundo
é um feriado nacional, dedicado a festas, manifestações, passeatas,
exposições e eventos reivindicatórios e de conscientização.

Imagem: http://www.freewords.com.br/a-origem-do-dia-do-trabalho/
A História do Dia do Trabalho remonta o ano de 1886
na industrializada cidade de Chicago (Estados Unidos).
No dia 1º de maio deste ano, milhares de trabalhadores
foram às ruas reivindicar melhores condições de trabalho,
entre elas, a redução da jornada de trabalho
de treze para oito horas diárias.
Neste mesmo dia ocorreu nos Estados Unidos
uma grande greve geral dos trabalhadores.

Dois dias após os acontecimentos, um conflito envolvendo
policiais e trabalhadores provocou a morte de alguns manifestantes.
Este fato gerou revolta nos trabalhadores, provocando
outros enfrentamentos com policiais. No dia 4 de maio,
num conflito de rua, manifestantes atiraram uma bomba nos policiais,
provocando a morte de sete deles. Foi o estopim para que os policiais
começassem a atirar no grupo de manifestantes. O resultado foi a morte
de doze protestantes e dezenas de pessoas feridas.
Saiba mais sobre A História do Dia do Trabalho.

Fonte:
http://www.suapesquisa.com/datascomemorativas/dia_do_trabalho.htm