Banha-de-Galinha | Pacova-de-macaco | Fruta do Cerrado

O Cerrado possui uma diversidade de frutas

ainda desconhecidas para aproveitamento.

Banha-de-galinha é o nome popular desta árvore,

que ocorre em áreas de Cerrado.
Também é chamada de Pacova-de-macaco.

Foto: http://www.caliandradocerrado.com.br/2011/11/banha-de-galinha-uma-fruta-do-bioma.html


A árvore de banha-de-galinha é pequena e notável
pelos frutos muito grandes (tamanho de uma manga comum)
com arilos polposos, cor de laranja, de casca externa
bastante resistente, e tem 4 a 5 sementes por fruto,
muito suculentas de sabor e cheiro repugnantes ao homem,
porém muito apreciados pela fauna, principalmente as antas.
A polpa deste fruto é muito
consumida por populações tradicionais.

Fonte:
http://www.caliandradocerrado.com.br/2011/11/banha-de-galinha-uma-fruta-do-bioma.html

Choripán | Ícone da Cultura Gastronômica Argentina

O Choripán é na verdade um ícone
da Cultura Gastronômica Argentina.


Choripán (também chamado de chori):
é a conjunção do apelido carinhoso
da linguiça(chorizo) CHORI + PAN
que é ó significado de pão…
O Choripán é uma linguiça criolha
entre dois pães (Pão tipo francês).

A linguiça é feita na churrasqueira,
assada(asado) e bem dourada.
O chorizo é elaborado com 70% de carne bovina
e 30% de carne de porco,
além de ter muitos condimentos
como noz moscada, pimenta doce, cravo e canela.

Foto: http://www.sololistas.net/las-comidas-al-paso-mas-famosas-del-mundo.html


O adereço principal é o Chimichurri*,
baseado em cheiro verde, aji e orégano
(no Brasil, hoje em dia,
se pode comprar até nos supermercados).

Hoje, o prato é muito popular
em toda América Latina.
Mas todos os países foram adaptando
a receita a sua própria cultura.
Saiba mais sobre o choripan
um ícone da Cultura Gastronômica Argentina


Chimichurri*: O chimichurri é um molho tradicional na Argentina e no Uruguai,
usado principalmente para fazer churrascos.
Pode ser usado tanto para marinar a carne antes de fazer o churrasco,
como para molhar a carne enquanto está sendo assada,
ou mesmo para temperar depois de pronta.

Fonte:
http://buenosairesparatodos.wordpress.com/2013/01/09/choripan-argentino-comida-popular-e-fast-food-local/

Talismãs para mudar a sua sorte

Que talismãs escolher para mudar a sua sorte


Você precisa de dinheiro?

Estes três elementos da sorte são ótimos
para que o dinheiro não falte nos seus cofres.
Descubra os talismãs que podem mudar sua sorte
e escolha um para atrair dinheiro à sua vida.
Você tem um amuleto da sorte para atrair dinheiro?
Se você não tiver, precisa de um para mudar a sua sorte.
Escolha o seu talismã para ter mais dinheiro:

Foto: http://br.innatia.com/c-simpatias/a-3-elementos-magicos-para-atrair-dinheiro-1969.html


Moedas chinesas: moedas, em geral, são parte
de muitos rituais para atrair dinheiro.
No entanto, as moedas chinesas, em particular,
têm um furo quadrado no meio,
que se acredita que é para a sorte.
Este amuleto inclui três moedas chinesas e você
pode encontrá-lo em lojas de objetos de Feng Shui.

Peixes dourados: enquanto isso, peixes
são outros símbolos chineses,
com muitas propriedades para atrair dinheiro.
Neste caso, devem ser 8, número da boa sorte.

Pedras para atrair dinheiro:
finalmente, muitas pedras
são consideradas com poderes
de energia para atrair dinheiro.
Entre elas: olho de tigre, pirita,
jade verde, ametista e turquesa, entre outras.

Fonte:
http://br.innatia.com/c-simpatias/a-3-elementos-magicos-para-atrair-dinheiro-1969.html

Ciabatta | Pão branco de origem italiana

A ciabatta é um pão branco de origem italiana.
Normalmente a sua receita inclui
a preparação da biga ou esponja,
que é uma mistura de farinha, fermento
e água algumas horas antes
do preparo da massa propriamente dita.

Foto: http://www.salvagente.co.za/ozone-saunas/recipe-dairy-free-ciabatta/

O seu nome vem do italiano para chinelo,

em alusão ao seu formato achatado.
Como na sua composição existe
uma grande percentagem de água,
este pão apresenta um miolo bem mole e aerado*.

Aerado*: significa que está ventilado,
que tem espaço para o ar, que permite
a circulação do ar, que tem
formação de bolhas de ar.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ciabatta

Ajiaco | Prato popular na Colômbia

É uma sopa de frango, com pequenas batatas andinas
chamados "papas criollas" e milho em espiga,

que são os ingredientes importantes para dissolver
e engrossar a sopa enquanto cozinha.

Foto> http://www.vidavibrante.com/2012/10/25/ajiaco-bogotano-a-low-calorie-colombian-recipe-youll-love/


Ajiaco é temperado
com uma erva colombiana chamado guascas.
Tradicionalmente é servido
com fatias de abacate,
alcaparras e creme de leite.

Sangrita | Uma tradição mexicana

Sangrita, cuja origem remonta à década de 1920,
é um parceiro habitual de um tequila branco;

ou com um acompanhamento de bebidas não-alcoólicas,
que destaca acidez da tequila
e limpa o paladar entre cada gole.

A concepção básica do sangrita
é para complementar o sabor da tequila,
que também é picante e cítrico no sabor.

Foto: http://tastetequila.com/2009/a-sangrita-recipe-try-this-at-home/


A sangrita é tradicionalmente misturado
com tomate ou suco de tomate, suco de laranja,
suco de limão fresco, cebola, sal e pimenta.

Nascido no estado de Jalisco, no México,
sangrita foi criado para apagar o "fogo"
da tequila caseira e rapidamente
se tornou uma tradição mexicana.

Sangrita não deve ser confundido com a mistura
de frutas e vinho, a espanhola sangria.

Sorte

Sorte é acaso.

Mas você pode influenciar esse acaso a seu favor:
basta encontrar alguma lógica
naquilo que parece aleatório.
É mais fácil do que parece, mesmo porque o ser humano
já vem fazendo isso há muito tempo.

Veja a questão do clima, por exemplo.
Num dia chove, no outro faz sol.
Essa alternância não tinha nenhum sentido
para os homens das cavernas.
Parecia apenas uma questão de sorte.

Foto: http://badulaquemix.com.br/atitudes-para-atrair-sorte-em-2014/


Mas aos poucos, nossos antepassados
foram decifrando a lógica daquilo.
A humanidade inventou o primeiro calendário,
e a partir daí percebeu que existiam anos,
meses e estações, épocas em que a probabilidade
de chover ou fazer sol é maior ou menor.

E isso permitiu que fizéssemos
nossa primeira grande invenção: a agricultura.
Sabendo a melhor época do ano para plantar e colher,
o homem se tornou capaz de produzir a própria comida.
Analisou o que parecia indefinido (o clima),
encontrou uma lógica naquilo (as estações),
calculou as probabilidades (de chuva ou sol) e as explorou.

Em suma: controlou a própria sorte.
Isso aconteceu muitas vezes na história
(as grandes navegações, por exemplo,
só foram possíveis porque a humanidade encontrou lógica
no movimento aparentemente aleatório dos astros e das marés).
E pode acontecer na sua vida.
Saiba mais sobre a Sorte

Fonte:
http://super.abril.com.br/cotidiano/sorte-manual-instrucoes-701027.shtml

Kasseler | Cozinha alemã

Kasseler ou Kassler é uma iguaria
típica da culinária da Alemanha,

da culinária da Áustria onde
é conhecida como selchkarree

e da Dinamarca onde apenas se usa
o lombo e têm o nome de hamburgerryg.
São designações dadas
a pedaços de carne de suíno salgados e fumados.

Foto: http://www.marions-kochbuch.de/index/1940.htm


As carnes mais usadas são as do pescoço
e do lombo, embora costeletas
e carne da barriga também sejam usadas.
Este tipo de carne é frequentemente
servido com chucrute e purê de batata.
Por vezes, é possível também
encontrar Kassler de galinha.

A origem do nome é incerta. Por vezes,
diz-se que teve origem num talhante de Berlim
chamado Cassel, que teria começado a preparar
este tipo de carne no fim do século XIX.
Porém, os registos da cidade mostram que
nessa altura não havia ninguém
com o nome Cassel a viver em Berlim.
Da mesma forma, também não é possível
provar que o nome Kasseler
derive da cidade alemã de Kassel.

Na culinária da Finlândia, qualquer tipo
de pescoço de porco é designado como kassler.

Fonte : http://pt.wikipedia.org/wiki/Kasseler

Bitterballen | Croquete Holandês

O “bitterbal” foi inventado em 1793
no boteco do Sr. Barendszoon em Amsterdã.


Para manter seus clientes mais tempo no boteco,
a sua esposa criou um salgado no formato de cone.
Os clientes gostaram e chamaram a novidade de “schneck".

Foto: http://en.wikipedia.org/wiki/Bitterballen


Um “schneck” era uma peça
de formato cônico em relógios antigos.
Um relojoeiro holandês que imigrou
para Inglaterra levou a palavra para lá
e hoje o mundo inteiro conhece o “snack”
como um salgado rápido.

Anos depois os salgados do Sr. Barendszoon
foram transformados em bolinhos e servidos
para acompanhar bebidas amargas (bitter).
E assim surgiu o nome “bitterbal”.
Saiba mais sobre os Bitterballen
Bolinhos de Carne Holandês


Fonte:
http://todoseu.tvgazeta.com.br/pt/gastronomia/item/bitterballen-bolinhos-de-carne

Azeviche | Gema orgânica

Carvão compacto usado como gema,
também conhecido por Âmbar Negro (black amber).


O azeviche teve um uso
muito difundido no império romano,
que transportavam o produto
da Inglaterra para Roma.
Seu uso era muito associado
ao luto e na confecção
de objetos esotéricos, como
a figa de azeviche, que servia,
supersticiosamente para afastar as serpentes.

o azeviche apresenta um aspecto negro aveludado
com polimento e se presta
para trabalhos de escultura.
Pode conter fósseis e pirita, originada
da reação do enxôfre vegetal com o ferro.

Foto: http://caminhodoscristais.blogspot.com.br/2011/06/azeviche.html


No século XIX o azeviche
foi muito usado na joalheria de luto.
Hoje seu uso é restrito
a certos círculos esotéricos.
Tal como o âmbar, o azeviche,
quando sofre atrito com um pano,
adquire eletricidade estática,
podendo atrair pedaços de papel.
Como é um material com origem
em seres vivos não é considerado
um mineral, mas o azeviche pode
se ressecar e ficar tomado por rachaduras.

Pode também formar-se no mar,
por ação da água salgada
sobre pedaços de madeira,
sendo estão considerado carvão vegetal.
Saiba mais sobre Azeviche
Muito utilizada desde da Antiguidade como talismã
.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Azeviche

Ritz Paris Sidecar | Coquetel de conhaque

É um coquetel de conhaque extremamente raro
de reserva do Ritz Hotel em Paris,
com mais de 150 anos de idade.


O conhaque(Cognac) é feito a partir de frutas
que foram colhidas antes de uma praga que tomou
a maior parte das melhores uvas da França,
nos anos sessenta do século XIX,
de modo que quando você vende
a última garrafa de conhaque
vai esperar muito tempo
para voltar o Ritz a amadurecer.

Foto: http://www.ugostitelj.hr/ritz-sidecar/


É uma versão bem mais requintada
do clássico Cointreau com suco de limão,
sendo servido no famoso hotel Ritz de Paris,
que é sinônimo de puro luxo.

Fonte:
http://www.ugostitelj.hr/ritz-sidecar/
http://www.megacurioso.com.br/bebidas-alcoolicas/44523-8-dos-coqueteis-mais-caros-do-mundo.htm

Dinheiro | Elementos mágicos para atrair dinheiro

O dinheiro é uma energia materializada

que possibilita as trocas entre as pessoas e,
acima de tudo, ajuda a multiplicar aspectos importantes
de nossas vidas que produzem bem estar e felicidade.

Crescemos em uma cultura onde o dinheiro
é visto como algo “sujo”, “demoníaco” ou então
que apenas alguns escolhidos poderiam merecê-lo.

Foto: http://www.maishoroscopo.com.br/horoscopo/2011/07/ritual-do-cravo-para-atrair-dinheiro/


À mercê de crenças totalmente errôneas
fundadas em princípios religiosos, aprendemos que
o dinheiro não traz benefícios
e que é “pecado” desejá-lo em abundância.
O fato é que o dinheiro sempre teve uma importância
muito grande na vida de todos nós.

A partir do momento em que o homem aprendeu
a fazer trocas e viver em sociedade,
o dinheiro passou a ter um papel fundamental
para que estas trocas se tornassem cada vez mais justas.
Pensando que o dinheiro possibilita, conforta e realiza
é claro que passamos a vê-lo
de forma mais sábia e sem dúvida mais feliz.
Saiba mais sobre os
Elementos mágicos para atrair dinheiro.

Fonte:
http://www.curaeascensao.com.br/prosperidade/prosperidade23.html

Comidas Típicas das Festas Juninas

Em Junho, o milho está em evidência

em nossas plantações, sendo a base
de todos os alimentos consumidos nas festas juninas.

Dentre tantos pratos deliciosos podemos destacar
a canjica, o curau, a pipoca, a pamonha, o bolo de milho,
o caldo de milho, milho cozido, dentre outros. Porém,
não são apenas esses alimentos
que compõem a culinária da festa.

Dependendo da região onde é realizada,
a festa junina apresenta
um caráter peculiar com a cultura da localidade.


Foto: http://www.brasilescola.com/detalhes-festa-junina/comidas-tipicas-festa-junina.htm


Várias são as opções para se fazer uma boa festa junina.
O mané-pelado é um bolo feito de mandioca crua, ralada;
a paçoquinha é feita de amendoim torrado,
bolacha de maisena e leite condensado;
a maçã do amor é uma maçã mergulhada em calda de açúcar,
com um cabo de palito de picolé; bolo de coco;
cachorro-quente, o delicioso pãozinho com molho e salsicha;
pé de moleque, feito com rapadura e amendoim torrado;
pinhão cozido, uma castanha característica do sul
e o famoso quentão, feito com gengibre, canela e pinga.
Saiba mais sobre as
Comidas Típicas das Festas Juninas

Fonte:
http://www.brasilescola.com/detalhes-festa-junina/comidas-tipicas-festa-junina.htm